Qual a sua posição? Na defesa, ataque ou muito pelo contrário?


“Posição, situação, circunstância, mundo? Cada um com o seu!”

 

Dispus-me em pesquisar sobre a palavra “posição”, queria na verdade sintetizar algo que descrevesse de forma sucinta esta palavra.

Consegui contar 111 sinônimos para a palavra “posição”, e cada um destes com possibilidade de outros, o que multiplicava os conceitos.

Atitude, gesto jeito, postura, propósito, cargo, acomodação, emprego, honraria, incumbência, lugar, ministério, obrigação, oficio, posto, responsabilidade, situação, trabalho, condição, circunstância, enfim, um “mundo” de conceito, e foi aí que cheguei à conclusão que buscava: “cada um tem seu mundo, sua posição”. Portanto, posição, mundo, verdade é algo pra chamar de seu, pois só a você pertence.

Por que a necessidade de impor nossas posições, querer que o outro faça o mesmo, se jamais haverá a possibilidade deste outro, pensar ou agir como você? Por que então, achar que o outro é menos inteligente, capacitado, infeliz ou condenado, porque tem um posicionamento contrário, ou diferente do seu?

Já percebeu que ás vezes esforçou pra que o outro entenda ou assimile oque está passando, ou ensinando, e quase sempre você sente que não tem muito sucesso.

O que expressamos nas palavras, dificilmente conseguirá expressar realmente nossa posição, por que vêm regados de sentimentos, pensamentos, experiências, que nem temos controle e muito menos certeza delas. Concorda? Então o que falamos ou escrevemos, não expressa realmente o que temos a audácia de tentar dizer. Que coisa!

De outro lado, quem está ouvindo, lendo, recebendo a mensagem, ou a nossa “posição”, têm a oportunidade de assimilar o que estamos comunicando, entender da forma como lhe aprouver, pois o que transmitimos enquanto palavra, escrita ou falada, para ele especificamente estará regada dos seus sentimentos, pensamentos, experiências, o que não garante o entendimento daquilo que gostaríamos de expressar, e que também não expressamos.

Depois que comecei a pensar sobre esta questão, passei a entender porque é preciso em todas as circunstâncias respeitar a “posição” do outro. Porque é só e unicamente dele!

A partir daí começamos a entender porque a intolerância é algo a ser banido em todos os aspectos da vida. A posição de cada um deve somar e agregar a do outro e não substituir ou diminuir.

É sinal de maturidade, equilíbrio, educação, respeitar a posição do outro, mesmo que lhe incomode! E quando isto acontecer, aguente firme, tolere, conviva, tenha paciência e seja forte com você, não sucumba.

Jamais use frases como: “pensei que fosse mais inteligente”, “não espera isso de você, que parece tão esperto”, não é educado!  E se a pessoa for do tipo que “se ofende”, tá lascado...

Jamais abandone uma discussão porque foi contrariado, ou esteja em desvantagem. Quem perde na conversa, é quem se exalta, e por outro lado ganha quem mais silencia.

Já percebeu que as crianças birrentas não são capazes de aceitar o não, e ao serem contrariadas esperneiam, correm, viram a mesa. Essa criança ronda nossas atitudes como um animal ligeiro e voraz, se permitirmos, ataca com precisão.

Pense assim: “não sou mais o azul, muito menos o vermelho! Estou à procura de outras cores, novos sabores para a vida, mas na minha realidade, sabendo que é dever, procurar evoluir e melhorar sempre, nas questões pessoais, sentimentais, profissionais, comunitárias, espirituais, com a certeza de que posso viver em um pequeno mundo, mas que na verdade é o maior dos mundos, por que é o meu mundo”.

O segredo do equilíbrio pra todas as circunstâncias, posições, mundos, sem dúvida é a gratidão, alegria e amor pela vida! Quem ama sua vida, respeita e valoriza a do outro, mesmo se for azul, vermelho, verde, amarelo, e assim por diante.

Vamos juntos, com certeza haverá vida depois da Copa, e você poderá ser bem melhor do que é, e assim somaremos, agregaremos para um mundo melhor (do outro), a partir do mundo, da posição, da circunstância de cada um!

Não sei sinceramente se consegui escrever o que dispus, mas sentirei satisfeito se você entender como bem quiser!

Obrigado por chegar até aqui! E já que chegou! Compartilhe...

Boa semana!

Alexandre Faria

Consultor em Gestão de Negócios

anuncio