O Ideal da Empresa, a Empresa Ideal

A pessoa empresa não nasce do acaso, "não brota do chão", antes de existir, é pensada, desejada, planejada, organizada e até chamada pelo nome.


Toda empresa tem sua origem, seu "Gênesis", sua constituição, raiz que a sustentará ao longo de seu caminho. A empresa é uma pessoa e tem DNA único. 

A pessoa empresa não nasce do acaso, "não brota do chão", antes de existir, é pensada, desejada, planejada, organizada e até chamada pelo nome. 

A empresa enquanto pessoa é um corpo vivo, articulado, pensante, que seguirá seu caminho, passando desde seu nascimento (constituição legal), infância, latência, adolescência e finalmente a maturidade, que se renovará ao longo de sua existência.           

A pessoa empresa não surge, ou nasce para logo desaparecer precocemente, ao contrário, nasce para o sucesso, pois para isto foi concebida, idealizada. O sucesso é seu DNA e destino.           

Muitas empresas nascem fortes, direcionadas para o sucesso, mas ao longo do caminho acabam se perdendo, se apequenando e até extinguindo-se, e um dos principais motivos, é que esquecem sua origem e perdem seu ideal. 

Buscar a história e a origem da empresa, para o consultor, o executivo, o analista, é o caminho para revitalizar e tratar a gestão da empresa. Infelizmente é comum vermos empresas ricas em história e pobres em histórico. 

O Ideal da empresa existe antes dela existir, é uma ideia, tudo do melhor que se poderia conceber antecipadamente de um imaginário, uma aspiração, um desejo. 

Não há como separar a pessoa empresa da pessoa humana, trata-se de seres que se unem em enorme fusão, ou até poderíamos dizer, em "com-fusão".   

A tecnologia é uma ferramenta necessária e imprescindível, a inovação é o combustível da viajem para o futuro, mas o Ideal da empresa é sua sobrevivência e jamais poderá ser esquecida ou deixada para trás. 

O Ideal da empresa é a raiz profunda e pedra angular que sustentará sua trajetória de sucesso, deve estar bem explicitas no Quadro de Politicas da Empresa, à entrada na Recepção, sua Missão, Visão e Valores, que identifiquem sua essência, mas que antes devem estar na mente e no dia a dia de seus colaboradores, clientes e fornecedores. 

O que protege este Ideal, estimula, sustenta, são as normas e procedimentos, dentro de um sistema de gestão, para assegurar a qualidade de seus produtos e serviços. 

Quando os resultados na empresa não são os esperados, o corpo diretivo não se entende, o gerencial é uma competição sem medidas, e o operacional não se sente estimulado, é momento de realizar uma revisão geral de todos os processos da empresa, uma volta à sua essência. É tempo da empresa se colocar no divã e retomar seu ideal. 

Ao longo dos anos tive a oportunidade de atender em consultoria e implantamos o Programa de Revisão de Processos, onde o objetivo através de uma Gestão Interina e Compartilhada é caminhar "do ideal da empresa, a empresa ideal", a  pessoa humana e pessoa empresa, convidadas à estarem juntas, como corpo articulado, vivo, pensante, e retomarem juntas o DNA  do sucesso. E tenho comprovado que é possível.           

O Ideal da empresa, é como a "pulsão, por sua vez, jamais atua como uma força momentânea de impacto, mas sempre com uma força constante. Como ela não ataca de fora, mas do interior do corpo, nenhuma fuga é eficaz contra ela. Uma denominação melhor para o estímulo seria 'necessidade', e para o que suspende uma necessidade, 'satisfação'... em primeiro lugar o estímulo pulsional não advém do mundo exterior, mas do interior do próprio organismo" (Freud - "As pulsões e seus destinos" - 1915). 

Sempre é tempo de reconstruir para uma nova construção, na busca diária do novo. Um convite para o divã para a pessoa empresa e pessoa humana.

728x90