"O caminho do bem a lei da atração"


“Só Deus é bom” (Mc 10,18), posso tranquilamente deduzir então, que todos somos: “mais ou menos”, bons! Ou, “quase bons”! É isso?


Se você amigo leitor, pesquisar o inicio do capítulo desta narrativa da Bíblia, verá que uma multidão seguia com Jesus e “a caminho, de novo pôs-se a ensiná-las” (Mc 1,1), como lhe era peculiar.


Ainda jovem, quando li este trecho, entendi que o Mestre nos colocará numa mesma plataforma, numa mesma base. O que nos torna iguais é que estamos percorrendo o “caminho” da evolução e do crescimento. É bom sentir que você esta nos mesmo nível dos demais. Isto nos dá a tranquilidade de que as oportunidades são iguais para todos, isto é democrático, pertinente e necessário.


A que comparar o entendimento de nossa existência? Podemos perguntar: para mim parece um filme, que começamos assistir depois que já começou, e se esforça para desatar as teias de dúvidas, juntando uma cena à outra, pra tentar entender o enredo, e vai chegado até o final, onde tudo poderá se esclarecer, ou não, com um final nem sempre a contento. Assim é conosco, quando começamos a compreender nossos papéis, uma parte da vida já se foi, mas importante, não da história de nossas vidas. Muito do que somos e sentimos, não entendemos. O lado positivo, é que o roteiro daqui pra frente, você pode, escrever, dirigir, com a ajuda de Deus e das pessoas, produzir, e assumir seu papel de ator ou atriz principal e poderá contribuir para um roteiro de vida equilibrada, que chegará ao seu final, naturalmente feliz.


É certo que quando temos consciência sobre nossa história de vida, uma parte dela já passou, e erámos tão crianças, que embora tenha sido registrada em nossa mente, são páginas, que não estão disponíveis para uma leitura consciente. E como razoavelmente não podemos fazer esta leitura, acabamos na maioria das vezes, não entendendo páginas atuais desta nossa história.


Chega a ser frustrante pensar que chegaremos ao final de nossa história, e não saberemos tudo que gostaríamos a nosso respeito.
Por outro lado nossa existência poderá se tornar maravilhosa com descobertas felizes, com passos firmes, na conquista do “caminho” do bem! O resultado positivo de sucesso, de conquistas, no emprego, nos negócios, relacionamentos e projetos, será uma constante realidade. Somos resultados de nossas crenças, atraímos para nós o que pensamos e o que sentimos.


Interessante que o personagem que gerou esta nossa conversa, cumpria todos os mandamentos de sua crença e tradição, era muito bem sucedido e rico, mas não era uma pessoa completa e feliz, algo lhe faltava, justamente se afirmar no “caminho” do bem! Quando encontrou o “caminho”, não entendeu que precisa ser corajoso, fazer as escolhas certas, e largar tudo que pesava e o impedia de caminhar feliz.


Pense nisso! Que o Mestre nos ajude neste curto “caminho” de nossa existência terrena, a trilharmos com Ele o “caminho” do bem, Ele que é o “caminho e a verdade” (João 14,6).

Boa semana!


Alexandre Faria
Consultor em Gestão de Negócios

anuncio