A partir do olhar!


Somos formados enquanto humanos, a partir do olhar do outro. Você já deve ter observado um bebê que ser amamentado, sempre procura com olhos abertos, os olhos da mãe, ali se inicia os vínculos da primeira relação humana.

O amor surge no humano a partir do olhar deste outro, mais que o leite materno, é o olhar terno, gerando a transferência de amor... Olhar que traz a existência, faz da “coisa”, gente...

Não há nada mais perturbador e intrigante que o olhar, se busca o tempo todo, ou se foge dele, se é que é possível fugir, pois este olhar, está dentro de cada um, é particular, é próprio, único...define o ser! O seu modo de olhar define você, seu sujeito, seu mundo! Quando olhamos o mundo, o vemos pelo nosso mundo, internalizado neste olhar de dentro, e isto explica muita coisa, de nós e do mundo! Percebe? A partir daí se consegue entender por que determinadas pessoas não conseguem ao olhar-se no espelho sentirem-se bonitas, especiais...

O olhar vem antes de qualquer gesto, de qualquer palavra, é a origem do ser amado, para que apreenda amar... O olhar proveniente do cuidador, como um espelho vai definir o sujeito que cada um será. Necessitamos e buscamos o olhar do outro, olhar este outro!!
Olhar está ligado a identidade, ao sujeito de cada um! A maneira que se recebe este primeiro olhar, vai definir o contorno, a existência do ser!

O olhar suficiente para o bebe, suscitará no novo ser, o ser humano suficiente, que ao se tornar sujeito de si a partir da adolescência, está preparado para a maturidade das relações humanas... Vai olhar para o outro, nas diversas relações, e poderá contemplar o belo, viverá os seus papéis nas relações humanas, “fará ao outro, o que deseja que o outro lhe faça (Mateus 7,12)”.
Se os bebes, forem olhados e cuidados com amor, o mundo será olhado no futuro com cuidado e amor...

Este ano, ouvi várias vezes “eu não gosto de mim”, “não gosto de me ver no espelho”, “por que só os outros são bonitos, e eu não sou”? Pessoas que sofrem, por que ainda não têm uma identidade, que ao se olharem, não se vêm de forma suficiente, e feliz... Pessoas que buscam e necessitam de olhares que as promovam, que lhe deem suporte, que completem seus seres...Todos precisamos deste olhar...
Quem tem dificuldade de enxergar o belo no outro, não consegue perceber, enxergar o belo em si...é fato!

É necessário relações sinceras, verdadeiras, pois são geradoras de desejo e de vontade de estar com o outro, isto faz as pessoas sentirem-se, importantes, amadas, especiais...olhar com amor!
"O olho é a lâmpada do corpo. Se teu olho é são, todo o corpo será bem iluminado..." (Lucas 11, 34).
Ser humano bem iluminado, ao olhar e cruzar com o olhar do outro, transfere luz, amor...é um ser lúcido, que irradia luz...

Então, vamos lá, um novo ano se aproxima, e o bacana, é que não é preciso começar de novo, basta o propósito de seguir em frente, e ao perceber necessário, fazer diferente, a partir de um novo olhar...iluminado, lúcido!!!
Desejo para todos nós, este “novo olhar”, que precede as palavras, os gestos, o fazer diferente, nas relações
Siga em frente, há muito por percorrer... com seu olhar feliz em 2018!! 

 
José Alexandre Faria

Psicanalista e Consultor em Gestão de Negócios

 

anuncio